Quality Assurance Vs Quality Control

Olá Pessoal,

Recentemente, em uma breve apresentação, busquei explicar minhas experiências com estes ‘tipos’ de profissionais de Qualidade de Software (QA e QC). Confira:

Quality Assurance (QA) x Quality Control (QC)Quality Assurance (QA) e Quality Control (QC). Você sabe a diferença?

Pergunta frequentemente realizada por testadores iniciantes e desenvolvedores que estão recém começando na área de #TestesDeSoftware. Apesar das atividades estarem muito relacionadas, é possível sim traçar uma diferença entre ambos perfis. No vídeo, Roger Ritter, instrutor da TargetTrust ilustra estas diferenças, confira!

Aprenda mais sobre Testes de Software na TargetTrust – http://goo.gl/o12c7j

Posted by TargetTrust on Segunda, 14 de setembro de 2015

A importância dos testes não funcionais.

Qualidade_Software1

Muitas vezes nos preocupamos tanto com os Testes Funcionais (principalmente quem faz uso de metodologias ágeis) que não reservamos tempo para testes não funcionais como testes de segurança, de desempenho, de usabilidade entre outros.

Foi exatamente isto que muitas pessoas pensaram quando viram o ‘escândalo’ causado por Marco Agner através das suas descobertas de falhas no site ingressos.com.

Em seu blog ele publicou em 03 de maio de 2014, falhas de segurança no site do serviço prestado pela empresa Ingressos.com caracterizando como falhas críticas por dois motivos:

  • Expõem informações de clientes;
  • Coloca em risco o principal serviço oferecido;

Continue reading

Teste de Software em Ti Interna

Teste de Software em TI Interna

Teste de Software em TI Interna. Fonte: diretriz.net

A importância da área de qualidade de software deve ser considerada por todos que desenvolvem, analisam ou gerenciam projetos de software. Claro, ainda existem alguns profissionais que podem ter dúvidas referente a importância desta área, para estes, recomendo a leitura de A importância dos Testes não Funcionais (e lembre-se que o Teste não Funcional, é somente uma fatia do bolo).

A área de qualidade de software geralmente tem mais ênfase em software houses, pois este tipo de segmento produz softwares de prateleira, ou seja, o mesmo software utilizado por vários clientes. E com isto, fundamenta-se da qualidade para vender mais.

Software houses, também investem mais em qualidade de software que uma fábrica de software interna, pois se o produto não cumprir os requisitos que promete ou apresentar falhas, seu cliente terá a impressão de um produto sem qualidade ou com defeito comprometendo a sua fidelidade como cliente, que tende a troca-lo assim que ofertarem um produto mais robusto e barato. Diferente da qualidade de software em fábricas internas de desenvolvimento (Ti interna). Ou seja, empresas ou instituições que possuem fábrica de software de forma a desenvolver produtos para serem utilizados internamente e não para um cliente externo. Quem já trabalhou em ambas (software house e ti interna) provavelmente percebeu um impacto negativo na qualidade de software. Certo?

(comment)

Continue reading